MEMORIAM REVOCAT
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .
Exposição de Luís Soveral Varella
inauguração a 8 de Fevereiro de 2012  |  19h
no Conselho Distrital de Lisboa da Ordem dos Advogados
Rua dos Anjos, 79  |  1169-015 Lisboa
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Pediram-me para escrever algumas palavras na apresentação desta mostra de alguns trabalhos meus. Pouco poderei dizer para além do que cada um desses trabalhos conta por si. São histórias provavelmente sem sentido. São momentos que se materializaram em formas e cores. Nada mais. Apenas sei que são
memoriam revocat que a lembrança do que foi o momento de cada um deles
esvaiu-se assim que tomaram forma. Não são instrumentos de uma orquestra nem notas de uma sinfonia. São notas soltas numa galáxia que por vezes não
conheço. É talvez tão somente esta a magia da Pintura. Cada um destes meus filhos nasce sem ser concebido e cresce e molda-se á sua vontade não me aceitando como seu educador.Há cerca de 30 anos atrás, quando me iniciava na experiência da Pintura e tive o atrevimento de pela primeira vez mostrar em público o produto dessa minha experimentação, tive direito a um texto onde o autor referia que esses trabalhos eram filhos meus de que assumo a paternidade mas a quem recuso o baptismo. Demorei muito tempo a entender mas sei agora que é precisamente por isso que preferia não os baptizar.

Luís Soveral Varella
Janeiro de 2012
. . . . . . . . . . . . . . . . .

Lisboa | Portugal

20110701  |  filipa silveira  |  ac 01 20110701  |  ithaka  |  ac 01 20110701  |  ithaka  |  ac 02 20110701  |  alain voss  |  ac 01 20110701  |  alain voss  |  ac 02 20110701  |  pablo rubio  |  ac 01 20110701  |  pablo rubio  |  ac 02 20110701  |  denis piel  |  ac 01 20110701  |  maria coustols  |  ac 01 20110701  |  pablo rubio  |  ac 02 20120316 | PR | expo maria pia | 01 20120316 | PR | expo maria pia | 02 20120316 | PR | expo maria pia | 03