Um evento/exposição/cocktail WOA|Way of Arts, realizado a 31 de Maio de 2013, pelas 19:30 na DNA Cascais [Cruz da Popa, 2645-449 Alcabideche|Cascais], pelas artistas Marina Muñoz Viada, Rox Lawson, Maria Virginia Fiorini e Karen Aarre.
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

“One Ocean, four views.”

Em linha com o seu projeto de dar a conhecer novos talentos, a WOA|Way of Arts apresenta a obra recente de Marina Muñoz Viada, Rox Lawson, Virginia Fiorini e Karen Aarre, quatro artistas estrangeiras radicadas em Cascais  que partilham uma paixão, o amor pelo mar, e uma necessidade, o impulso criativo que flui como uma corrente desde o mais profundo das suas almas viajantes e as faz sentir em comunhão com a mãe natureza. Correntes, espumas, reflexos, poesia. Quatro artistas unidas por um destino. Devolver ao oceano Atlântico, que as acolhe e inspira, um pedaço da sua própria essência.

“Um oceano, quatro olhares.”

O oceano Atlântico. Uma corrente que abraça velhas e novas terras. Sempre diferente, sempre em constante movimento como as artistas que apresentam a sua obra neste espaço único. Rox Lawson, Maria Virgini Fiorini, Karen Aarre y Marina Muñoz Viada, deixaram para trás o Rio de la Plata, os fiordes e a meseta castelhana, para confluir diante de uma das costas mais belas da Europa, a costa de Cascais.
Quatro artistas unidas pelo amor ao mar, a amizade e o impulso criativo que compartilham nesta terra de tanta beleza. Quatro olhares e um destino. Devolver ao oceano um pedaço da sua alma. Correntes, espumas, reflexos, poesia. A vida condensa-se e expande-se em cada quadro com formas e cores da natureza imaginada pelas artistas. Uma natureza que através da sua luz e da sua força transformou estas quatro mulheres, empresárias e mães de família, em verdadeiras artistas.
As colagens de Marina Muñoz Viada inundam-se de anilados e ocres em constante movimento. As telas ondulam-se e descobrem silhuetas furta-cores entre correntes, homenagem da artista aos que transformam cada onda na sua morada. Para mim, em Portugal, o oceano cavalga-se, não se navega. Uma evocação de figuras e materiais que resgata a essência desta costa única.
Rox Lawson explora nas suas telas leitos e espumas, texturas milenárias, a pulsão originária da água. As suas nascentes e lagoas recuperam a força da criação bíblica, génese de formas primitivas. Uma intuição contagiada dos oceanos que povoam a sua alma viajante. De Buenos Aires a Sintra, descobrindo a cada passo a força da natureza. A sua inspiração e a sua vida.
Maria Virginia Fiorini retrata com a sua câmara a imensidade do oceano como universo onde os elementos externos se diluem no tempo. Barcos suspensos no ar, caravelas sem dono, almas que se fundem com a areia, realidade ou sonho. Buenos Aires, Rio, Sintra. Um oceano perfeito que deste lado do Atlântico tinge as suas águas de melancolia.
Karen Aarre transforma telas em metáforas, como uma fada moderna, evocando lendas de outras terras. Com traços delicados captura a luz do Atlântico sobre uma rocha, uma fenda, uma corrente que a noite eleva às estrelas. Os seus horizontes marinhos louvam a fragilidade do momento irrepetível, poesia em cada pincelada, e inundam a alma de paz e harmonia.
Concha Huerta
. . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . . .

Karen Aarre
A pintora Norueguesa e britânica, Karen Aarre, actualmente a residir e a trabalhar em Portugal, nasceu em Londres em 1972.
Sendo Doutorada em Antropologia Social pela Universidade de Oxford, frequentou ainda a Faculdade de Belas Artes de Lisboa, a Escola Artística Nydalen em Oslo e a Academia De Vrije em Haia na Holanda.
Depois de muitos anos a trabalhar como directora e produtora de documentários televisivos, dedicou-se nos últimos anos quase em exclusivo ao seu trabalho como artista plástica.
O sua obra centra-se na natureza, em representações paisagísticas, através das quais procura transmitir calma, alegria e mistério, com a incontornável melancolia que se pode beber da contemplação do horizonte oceânico.
A Karen usa o acrílico sobre tela de linho numa sobreposição de camadas quase transparentes que nos deixa mergulhar numa profundidade muito subtil. A propositada remoção de algumas  destas camadas, confere às suas obras um sentido de passado e futuro alusivo à natureza do momento que nos oferece..
www.karenaarre.com

Maria Virginia Fiorini

Nascida em Buenos Aires em 1974, Maria Virgínia Fiorini estudou Marketing & Publicidade e fez uma pós-graduação em Branding.
Sempre dedicada à área criativa, passou 12 anos a trabalhar em diversas multinacionais na Argentina, tendo-se mudado em 2009 para o Rio de Janeiro, cidade que segundo a artista, graças à sua luz, cor e variabilidade de formas, a direccionou em definitivo para o mundo da fotografia. Actualmente a residir em Portugal tem como principal fonte de inspiração o oceano Atlântico, o tal que banha estes dois povos que abraçou e que tanto a influenciaram, e que é visto pela artista como a imensidão dominante e determinante na construção da personalidade de tudo o que o rodeia.
Esta obra que agora nos apresenta, convida-nos de uma forma mais intimísta e através de um trabalho que considera despido do supérfluo, a contemplar a relação que estabelecemos com esse mesmo Oceano e o quanto, depois de o conhecermos, somos influenciados pela sua presença ou ausência.
www.mvfdesign.com


Marina Muñoz Viada
Marina Muñoz Viada, actualmente a residir em Portugal, nasceu em Espanha em 1969 no seio de uma família de arquitectos e artistas.
A arte sempre esteve presente como elemento central da sua vida, e depois de estudar Economia Internacional em Portland (USA) e Paris, e ter trabalhado ao longo de mais de uma década em diversas multinacionais, decidiu à 7 anos em Madrid dar inicio aos estudos na área da pintura sob a orientação da prof. Lourdes Presedo, e dedicar-se em exclusivo ao seu sonhado projecto artístico.
As suas obras revelam-nos uma paixão profunda pelo Oceano Atlântico, as ondas azuis e as poderosas marés, numa relação quase hipnótica com os surfistas e a forma como estes se integram na sua dinâmica, não velejando mas cavalgando, de madrugada até de noite, em movimentos graciosos ao longo de todo o ano.
Os materiais utilizados estão também relacionados com o mar: As tintas são misturadas com areia da praia do Guincho; as texturas são reforçadas com parafina usada nas pranchas, a madeira é aproveitada de destroços que nos chegam com as tempestades.
Com eles, a artista procura proporcionar não só uma relação directa com alguns dos elementos que compõem o Oceano, mas também mostrar o seu lado mais selvagem.
Já em Portugal os trabalhos da Marina foram apresentados numa exposição colectiva na Escola Internacional de Alcoitão e numa exposição individual na Casa Monza, em Cascais.
A reacção do público foi excelente e ambas as exposições a todos os níveis um caso raro de sucesso.
www.marinamunozviada.com


Rox Lawson
Rox Lawson artista Suíça-Argentina, nascida em Buenos Aires, 1969, e actualmente a residir em Sintra, desde cedo se sentiu influenciada pelo lado artístico da família.
Depois de concluído um curso de Gestão hoteleira e o estudo de línguas em países como a Suíca, Alemanha e França, estudou diferentes disciplinas artísticas com destaque para a pintura a óleo, a cerâmica ou o restauro de mobiliário.
Sempre inspirada pelas forças da Natureza e suas cores, Rox iniciou o seu percurso artístico desformatada, numa relação de liberdade total com o processo criativo.
Na série que agora nos apresenta, Oceanos, dá asas ao seu quase interminável processo experimentalista, aquele que a faz procurar constantemente novas texturas e cromatismos e que neste caso, usando essencialmente gesso, papel, tecidos, poliuretano, óleos, ceras e vernizes, nos guia pela força dos oceanos e continentes em permanente colisão.
Rox Lawson apresentou recentemente o seu trabalho no Palácio Foz e Palácio Cadaval, em Lisboa e Évora.
www.roxlawson.com

Alcabideche | Cascais | Portugal

20110701  |  filipa silveira  |  ac 01 20110701  |  ithaka  |  ac 01 20110701  |  ithaka  |  ac 02 20110701  |  alain voss  |  ac 01 20110701  |  alain voss  |  ac 02 20110701  |  pablo rubio  |  ac 01 20110701  |  pablo rubio  |  ac 02 20110701  |  denis piel  |  ac 01 20110701  |  maria coustols  |  ac 01 20110701  |  pablo rubio  |  ac 02 20120316 | PR | expo maria pia | 01 20120316 | PR | expo maria pia | 02 20120316 | PR | expo maria pia | 03